26 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Projetos de engenharia adaptam tomadas para carregar veículos elétricos

Soluções inovadoras começam a adequar pontos de abastecimento para condomínios residenciais e comerciais

Autor: 31 de janeiro de 2022março 3rd, 2022Artigos
Projetos de engenharia adaptam tomadas para carregar veículos elétricos

Venda de veículos elétricos bate recorde em 2021 no Brasil. Foto: Envato Elements

Os VEs (veículos elétricos) estão crescendo cada vez mais no mercado de mobilidade urbana. Segundo a IEA (Agência Internacional de Energia), só no 1º trimestre de 2021 houve um crescimento de 140% nas vendas de VEs em todo o planeta. E em 2020, por exemplo, o mundo gastou cerca de US$ 120 bilhões na compra destes automóveis.

Leia mais: Venda de veículos elétricos bate recorde em 2021

Além de ser mais limpa, outra vantagem da energia elétrica em relação aos demais combustíveis é a praticidade: é possível abastecer o carro na garagem de casa, apenas com um carregador especial.

No entanto, apesar de ser uma ideia simples, no setor da engenharia civil essa adaptação exige mudanças mais profundas nos novos projetos residenciais. “Vários carros elétricos na garagem de um condomínio, por exemplo, sugerem que haverá um aumento no consumo de energia”.

“Então, além de painéis solares que forneçam parte dessa demanda, também estamos adaptando gerenciadores inteligentes de energia, que fazem a leitura e o direcionamento adequado do consumo”, disse João Borges, engenheiro eletricista e coordenador técnico da Projelet, escritório de engenharia focado no desenvolvimento de soluções inovadoras.

Ele explica que o mecanismo interrompe o abastecimento dos veículos conectados ao carregador enquanto há um consumo maior de eletricidade nos apartamentos. Quando essa demanda cai, de madrugada, por exemplo, os automóveis voltam a receber carga.

“Hoje é possível, inclusive, programar o horário de início e de término do abastecimento. E vale lembrar que a autonomia dos VEs é de algo em torno de 400 km. Dependendo dos hábitos do condutor, não é necessário abastecer todos os dias”, sugeriu Borges.

Segundo o especialista, o mais importante é que os condomínios sejam adaptados para uma nova realidade de mercado, mas sem abrir mão da sustentabilidade. A ideia é oferecer a inovação, mas dosando os picos de consumo de energia. “Usando a tecnologia da informação a nosso favor, isso é perfeitamente ajustável nos projetos de engenharia atuais”, avaliou.

“Faz parte da nossa competência identificar e antever as novas necessidades dos consumidores e levar isso para dentro dos projetos. A proliferação dos carros elétricos ou híbridos vai fazer com que o usuário explore ao máximo a possibilidade de abastecer o veículo na própria garagem. E as nossas novas tecnologias oferecem isso”, completou.

Compra de imóvel

O engenheiro alertou ainda que essa adequação deve ser uma das preocupações de quem tem interesse em comprar um imóvel. “A tendência para os próximos anos é de que os veículos elétricos se multipliquem mundo afora, e os condomínios que não estiverem preparados poderão ter valorização menor no mercado”.

“Este é um item que sem a menor sombra de dúvida os compradores de imóveis vão começar a procurar em breve. As residências e as salas comerciais sem carregadores apropriados para abastecimento dos carros ficarão menos valorizadas. Parar nos postos de combustíveis pode continuar sendo rotina para os donos de eletrificados, mas só para aqueles que não têm um imóvel adaptado à sua necessidade”, concluiu.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Um comentário

  • Milton Barbosa disse:

    Análise perfeita! Acabei de construir minha casa e já coloquei duas tomadas 220, na garagem com cabo de 10 mm, com interruptor individual de cada tomada. O futuro dos elétricos já chegou!

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.