1 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

TÜV Rheinland atesta fábrica da Astronergy como 1ª zero-carbono do mundo na indústria FV

Empreendimento, localizado na China, foi selecionado para o “2023 Business Climate Action Cases” na COP 28, em Dubai

Autor: 31 de janeiro de 2024Mundo
3 minutos de leitura
TÜV Rheinland atesta fábrica da Astronergy como 1ª zero-carbono do mundo na indústria FV

Planta de Yancheng, localizada na província de Jiangsu, na China. Imagem: Astronergy/Divulgação

A Astronergy Solar, uma das líderes globais na produção de células e módulos fotovoltaicos e integrante do Grupo CHINT, anunciou que sua fábrica em Yancheng, localizada na província de Jiangsu, na China, recebeu o reconhecimento por ser a primeira fábrica zero-carbono no setor solar em todo o mundo.

O empreendimento foi atestado pela TÜV Rheinland – órgão de certificação, inspeção, gerenciamento de projetos e treinamento alemão – com base nos padrões da “Evaluation Specification of Zero-Carbon Factory”.

O projeto de transformação da fábrica em Yancheng, iniciado em 2022, enfatizou a melhoria da eficiência energética, a implementação de tecnologias de economia de energia e a utilização de renováveis.

O case, que possui também carports instalados, foi, inclusive, selecionado para o “2023 Business Climate Action Cases” (Casos de Ações Climáticas Empresariais) na COP 28, em Dubai.

“Nosso projeto não foi apenas uma atualização técnica, mas uma redefinição de como a indústria fotovoltaica pode operar com responsabilidade ambiental”, disse XUE Feng, gerente geral da fábrica da Astronergy.

“Conseguimos reduzir nossas emissões de CO2 em 42.221,37 toneladas, alcançar uma impressionante taxa de uso de energia renovável de 69,61% e criar um impacto ambiental equivalente ao plantio de mais de 2 milhões de árvores”, ressaltou.

Interior da fábrica da empresa. Imagem: Astronergy/Divulgação

Interior da fábrica da empresa. Imagem: Astronergy/Divulgação

A usina solar instalada no telhado da fábrica,  abrangendo mais de 80.000 m², e é projetada para gerar aproximadamente 11,18 milhões de kWh de eletricidade limpa todos os anos, reduzindo as emissões de carbono em 6.376 toneladas por ano.

“Este marco alcançado por nossa fábrica em Yancheng é um testemunho do nosso comprometimento contínuo com a inovação em sustentabilidade”, destacou Carolina Pain, head de Marketing da Astronergy na América Latina.

“Estamos determinados a fornecer soluções de energia fotovoltaica que não apenas satisfazem as necessidades energéticas dos nossos clientes, mas que também contribuem de maneira significativa para a diminuição da pegada de carbono no mundo”, enfatizou.

A Astronergy afirmou ainda que está empenhada em expandir ainda mais suas iniciativas em energia renovável e práticas sustentáveis. A empresa planeja replicar os êxitos e aprendizados de Yancheng em outras sete fábricas até 2030, promovendo uma transformação mais ampla na indústria fotovoltaica e reforçando seu papel como um agente chave na transição global.

Carports instalados na fábrica. Imagem: Astronergy/Divulgação

Carports instalados na fábrica. Imagem: Astronergy/Divulgação


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.