19 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

China produz módulo solar com mais de 24% de eficiência

As células de heterojunção deverão abocanhar uma parte do mercado até então dominado pelas células PERC

Autor: 6 de setembro de 2019outubro 1st, 2020Tecnologia e P&D
China produz módulo solar com mais de 24% de eficiência

A empresa chinesa Hanergy, especializada na tecnologia de filmes finos, anunciou a produção de um módulo fotovoltaico com eficiência superior a 24%. O módulo foi desenvolvido com a tecnologia de heterojunção de silício.

O novo recorde de eficiência anunciado coloca a Hanergy à frente da japonesa Kaneka, também especializada na tecnologia de filmes finos.

O novo produto da empresa chinesa é fabricado com silício cristalino do tipo N recoberto de uma camada de filme fino amorfo, uma camada de filme fino de liga de carbono e uma camada adicional de passivação.

A empresa afirma, entretanto, que o novo recorde de eficiência foi produzido em escala laboratorial e o produto ainda não é produzido comercialmente.

A tecnologia de heterojunção, embora tenha mais de duas décadas de existência, somente agora começou a ganhar a atenção de fabricantes devido à expiração de patentes antes existentes.

Muitos módulos com essa tecnologia estão entrando no mercado em 2019 e são prometidos para 2020.

As células de heterojunção deverão abocanhar uma parte do mercado até então dominado pelas células PERC.

Ao mesmo tempo em que pesquisa e desenvolve tecnologias de heterojunção, a Hanergy dedica grande parte do seu esforço à produção de módulos fotovoltaicos do tipo CIGS (filmes finos que não são de silício), com módulos já comerciais com eficiências superiores a 17%.

Seja um parceiro do Canal Solar. Fale conosco: [email protected]

Canal Solar

Canal Solar

Equipe de Engenharia do Canal Solar

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.