16 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,2W

Fernando de Noronha ganha projeto que integra solar e mobilidade elétrica

Neoenergia Pernambuco disponibilizará 24 pontos de conexão que irão utilizar energia solar para recarregar bikes elétricas

Autor: 25 de julho de 2022Brasil
Fernando de Noronha ganha projeto que integra solar e mobilidade elétrica

Bikes elétricas da Neonergia. Foto: Neonergia/Divulgação

A Neoenergia Pernambuco anunciou que irá instalar quatro estações de carregamento de bicicletas elétricas na Ilha de Fernando de Noronha.

A eletricidade consumida pelos equipamentos será gerada por meio de painéis solares instalados na cobertura das estruturas, que serão doadas ao governo do estado visando a economia na conta de luz.

De acordo com a empresa, os carregadores começarão a ser instalados em agosto deste ano e poderão ser utilizados de forma gratuita pelos usuários.

A expectativa é que o sistema desenvolvido pelo PPE (Programa de Eficiência Energética) da Neoenergia Pernambuco, regulado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) esteja totalmente concluído e comece a funcionar até o mês de outubro.

Cada uma das quatro estações contará com seis conexões, totalizando 24 pontos de carregamento. Elas ficarão localizadas em frente à Praça Flamboyant, no bairro de Floresta Nova; próximo ao Restaurante Mergulhão, no Porto; na Praça do Trinta e próximo à sede do ICMBIO.

Tal iniciativa faz parte de uma série de ações desenvolvidas pela companhia no arquipélago, com o objetivo de promover a mobilidade elétrica e incentivar a economia de energia elétrica.

Mais projetos

Outra iniciativa fora do PEE da distribuidora é o patrocínio da Neoenergia Pernambuco à Bike da Ilha, que possui 13 bikes de aluguel no Arquipélago.

Até o final de agosto, será construída, em parceria com a empresa, uma quinta estação de carregamento, também com módulos fotovoltaicos.

“Estamos investindo no desenvolvimento de soluções de sustentabilidade e preservação do meio ambiente para Fernando de Noronha”, afirmou João Paulo Rodrigues, diretor de Relações Institucionais da Neoenergia.

“A instalação de uma infraestrutura para a utilização de bicicletas elétricas contribui diretamente para uma mobilidade mais sustentável, oferecendo uma possibilidade de deslocamento diferenciada muito procurada por turistas em locais paradisíacos como Noronha”, ressaltou.

Veículos elétricos e armazenamento de energia

Além da instalação de carregadores para bicicletas, a Neoenergia está levando 18 VEs (veículos elétricos) para a Ilha por meio do Projeto Trilha Verde, que visa identificar, avaliar e contribuir com o desenvolvimento de soluções e modelos de negócio voltados à mobilidade elétrica para o arquipélago.

Esses carros ficarão à disposição de pousadas, locadoras, instituições que atuam na ilha, administração, equipes técnicas da concessionária e outros negócios ligados ao turismo. A intenção, segundo a companhia, é analisar a utilização dos automóveis em cada setor da economia local.

O Trilha Verde prevê ainda a instalação de 12 estações de carregamento veiculares. O abastecimento desses postos será realizado por meio da geração fotovoltaica das duas novas usinas.

A potência instalada total das plantas será de 100 kWp e a primeira delas já foi concluída. “Essa capacidade é aproximadamente três vezes maior do que a necessidade inicial do projeto”, disse a Neonergia em nota.

O excedente, no caso, será injetado na rede de distribuição, ampliando o uso de uma fonte renovável pelos consumidores de Noronha.

Outro destaque é que, para permitir o uso de energia limpa mesmo nos momentos em que não houver geração solar suficiente, será implantado um sistema de armazenamento de energia com potência de 100 kW/200 kWh.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.