26 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Fronius promove evento para discutir principais desafios do setor solar

FSP Day visa capacitar parceiros e atualizá-los em relação às novidades que a empresa oferece

Autor: 25 de novembro de 2022dezembro 5th, 2022Lançamentos
4 minutos de leitura

A fabricante de inversores fotovoltaicos Fronius lançou o FSP Day, evento onde parceiros da Fronius do Brasil se reúnem para discutir os principais desafios e demandas do momento.

O mercado fotovoltaico brasileiro tem se apresentado com grande crescimento e desenvolvimento de novas tecnologias. Com a chegada dos usuários que precisam gerenciar a energia que produzem a partir da luz do sol, conhecidos como “prosumidores”,  a fabricante anunciou novos desafios a serem superados.

Além disso, a entrada do novo marco regulatório de GD (geração distribuída) solar, que determina a tarifação de eletricidade lançada na rede pública por instalações feitas a partir de 2023, prevê possíveis mudanças no mercado.

O evento, lançado este ano, reuniu os 50 principais parceiros e, entre eles, integradores do programa FSP (Fronius Solution Partner) e o suporte técnico FSP+ (Fronius Solution Partner Plus) das cinco regiões brasileiras.

Segundo a empresa, a capacitação dos profissionais é o propósito prioritário da iniciativa, assim como atualizá-los em relação às novidades que a companhia oferece ao setor solar.

Fronius Brasil completa 10 anos na divisão solar e projeta expansão

O encontro promove uma troca de informações entre os especialistas, o que contribui para para o crescimento do segmento, formando profissionais com maior qualificação. “O mercado brasileiro está passando por um ‘boom’. Pela nossa experiência em outros países, verificamos que esse crescimento, muitas vezes, acaba atropelando os usuários finais por falta de informação”.

“E quando as vendas se baseiam somente em catálogos e ficha técnica, há muitos dados relevantes que não são passados ao cliente”, observa Andrés Loaiza-Espinosa, diretor executivo da Fronius Brasil.

De acordo com o empresário, a capacitação dos parceiros trata-se de um investimento importante e necessário. “Consideramos muito importante investir na capacitação de nossos parceiros.

“A ideia é assegurar que a nossa cadeia de valores, que envolve desde fornecimento de equipamentos até implementação de ideias e soluções, seja passada ao usuário final, para que ele mantenha a satisfação com o sistema da Fronius ao longo dos anos”, concluiu.

Foco nos ‘prosumidores’

Um novo segmento no setor de energia solar tem se desenvolvido, sendo tendência na Europa e em países nos quais a geração de energia se encontra mais consolidada.

Segundo Alexandre Rezende, gerente de negócios da Fronius Brasil, esse novo modelo de mercado deve ser implantado no Brasil nos próximos anos, em razão da nova legislação da GD, que traz a tarifação da eletricidade excedente injetada na rede pública em instalações feitas a partir de 2023.

“Estamos diante de um novo mercado ‘prosumidor’, em que os consumidores mais conscientes produzem a sua própria eletricidade a partir da luz solar e também gerenciam o sistema de geração, para atingir eficiência energética com economia e menos impacto ambiental”, comenta Rezende.

O executivo ainda destaca que os primeiros sinais de mudanças do mercado já são perceptíveis. “Está havendo uma busca cada vez maior por diferenciação, tanto nos produtos quanto nos serviços prestados”.

“Por isso, a Fronius já está pronta para atender essa demanda tecnologicamente, com equipamentos dotados de recursos inteligentes para monitorar o consumo e controlar a saída de energia na rede”, finaliza.

De acordo com a companhia, o novo projeto de atendimento aos parceiros tem o propósito de prepará-los para que estejam aptos a fornecer suporte técnico pré e pós-venda. Esse novo sistema operacional prevê que o ‘prosumidor’ tenha qualquer problema solucionado em um curto espaço de tempo, evitando perdas na geração de energia.

A expectativa para os próximos anos, segundo Rezende, é aumentar significativamente o número de FSP e FSP+ e, com isso, ampliar ainda mais a participação desses representantes certificados na base instalada da marca.

Stella Miranda

Stella Miranda

Produtora do Canal Responde e do Solar em 60. Possui experiência em produção de podcast, elaboração de matérias jornalísticas, entrevistas e produção para rádio. Graduanda em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas.