25 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Globo e Brasol anunciam parceria para criação de carport

Estúdios da emissora terão cinco estação de carregamentos para veículos elétricos cobertos por painéis solares

Autor: 28 de dezembro de 2023Parcerias
3 minutos de leitura
Globo e Brasol anunciam parceria para criação de carport

Carregadores serão fornecidos pela Siemens, empresa investidora da Brasol. Imagem: Brasol/Divulgação

A Brasol e a Globo fecharam parceria para a criação de um estacionamento sustentável nos estúdios da emissora, em São Paulo. O local, que tem capacidade para 180 vagas para carros, terá cinco estações de carregamento para veículos elétricos cobertas por painéis solares, com potência de 536 kWp.

“Orientada por máxima eficiência energética e baixa pegada de carbono, a solução desenvolvida pela Brasol emprega um mix de tecnologias na modalidade ‘as a service’ a serem implementadas no site do cliente, que viabiliza o carregamento de veículos com emissão zero de carbono, estando alinhada com as demandas de transição energética e estratégia de carbono zero da companhia”, disse Renato Prado, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Brasol.

Segundo a companhia, o CaaS (Charging as a Service) é customizado e isenta o cliente de investimentos iniciais maciços e do gerenciamento de equipamentos, que ficam a cargo da Brasol durante o período contratual. E quando o contrato termina, o produto fica com o cliente.

Nesta modalidade, disponibilizam infraestrutura, instalação dos carregadores, geração de energia limpa por fonte solar, operação e manutenção dos equipamentos. “Além da praticidade desse modelo, vivemos um momento de transformação em que as pessoas buscam energias mais limpas que gerem menos impacto ao mesmo tempo em que o mercado da mobilidade está em expansão”, complementou Prado.

Carports em alta no mercado brasileiro de energia solar

Mais detalhes

No projeto desenvolvido para a Globo, as cinco estações ficarão disponíveis para visitantes, funcionários, prestadores de serviços e demais usuários do estacionamento. A previsão é que tais soluções entrem em operação ao longo de 2024.

De acordo com a empresa, toda a estrutura será montada a partir de um projeto fotovoltaico com capacidade para recarregar múltiplos veículos sequencialmente, com prazo de carregamento total entre 4 e 8 horas, conforme o modelo. O investimento da Brasol foi de cerca de R$ 4,5 milhões.

“Essa parceria reforça nosso compromisso com o meio ambiente e com a sustentabilidade, além de dar seguimento à ampliação de nossa estratégia de chegarmos a 100% das nossas instalações fixas sendo abastecidas com energia de fonte renovável até 2030, ação em linha com nossa Agenda ESG”, declarou Maurício Gonzalez, diretor do Centro de Serviços Compartilhados da Globo.

Toda a energia gerada com as placas instaladas no carport de São Paulo será utilizada nas operações da sede da Globo na capital paulista. “Se fizermos uma comparação com números de residências médias brasileiras atendidas a partir da potência da nova instalação, um total de 345 casas poderiam ser abastecidas”, comparou Gonzalez.

A Globo já possui um estacionamento sustentável em sua planta de Recife, além de usinas de energia solar em Pernambuco, no Rio de Janeiro e Minas Gerais.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.