9 de maio de 2021

Carrinho

Indaiatuba substitui frota de carros convencionais por modelos elétricos

Segundo a CPFL Energia, a cidade será a primeira a receber VEs no serviço de fornecimento de eletricidade

Autor: 4 de março de 2021Setor Elétrico
Indaiatuba substitui frota de carros convencionais por modelos elétricos

O mercado de VEs (veículos elétricos) segue crescendo no Brasil. O ano de 2020 foi considerado o melhor para o setor no país, segundo a ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico).

Para 2021, a tendência é que a adoção dessa tecnologia atinja picos ainda maiores. A cidade de Indaiatuba (SP), por exemplo, já está contribuindo com essa proposta sustentável com a implementação de um projeto de substituição da sua frota de carros convencionais por modelos elétricos.

De acordo com a CPFL Energia, uma das responsáveis pela inciativa, foi criado um laboratório de mobilidade elétrica no município.

O projeto-piloto, apresentado oficialmente nesta quinta-feira (4), durante evento online, iniciou-se em 2020 e prevê aportes de mais de R$ 20 milhões.

O objetivo do programa, idealizado em parceria da GESEL, SENAI CIMATEC, Siemens, VW Caminhões e Ônibus, BYD e JAC Motors, é fomentar os estudos e a criação da infraestrutura desse laboratório.

Ao total, serão sete fases de entregas e implementações de veículos. Em sua terceira etapa, agora em março, a frota da CPFL Piratininga em Indaiatuba passará a contar com 11 VEs e 8 eletropostos. Ainda em 2021, a companhia deve somar 19 automóveis 100% elétricos nas ruas. 

“O projeto em Indaiatuba engloba uma série de ações estruturantes da área de inovação da CPFL no âmbito da mobilidade elétrica. Estamos trabalhando com visão de longo prazo, a fim de identificar tendências e caminhos para novos negócios em um cenário de mudanças do mercado”, disse Renato Povia, diretor de Estratégia e Inovação da CPFL.

Segundo a empresa, a ação é inédita no Brasil por se tratar de carros operacionais com implementos, adaptados para a operação de campo com furgão e picape com armários para serviços técnico-comerciais, caminhão com escada central e caminhão com cesto aéreo. 

Ademais, a CPFL Energia também destacou que fará a implementação de novos eletropostos, totalizando 16 sistemas instalados para atender a demanda de recarga na região. 

“Somos líderes em geração de energia renovável no Brasil e assumimos o compromisso de, até 2024, manter esse patamar de fontes renováveis e reduzir em 10% o indicador de intensidade de carbono. Indaiatuba será apenas o começo de uma grande transformação”, reforçou Povia.

Mais de 90 mil clientes serão beneficiados na cidade, direta ou indiretamente, com a redução de emissão de gases poluentes e poluição sonora, após a substituição da frota da operação de campo que atende o dia a dia da população, realiza serviços técnicos comerciais e atendimentos emergenciais. 

“Nossa meta é, em primeiro lugar, entregar um serviço de qualidade e com segurança aos clientes, mas, além disso, queremos incentivar o uso sustentável e consciente da energia. Levar esse projeto-piloto para Indaiatuba reforça o nosso compromisso com a comunidade, o meio ambiente e o planeta”, destacou Carlos Zamboni Neto, presidente da CPFL Piratininga.

Frota elétrica da CPFL 

Hoje, a CPFL Energia conta com uma frota de aproximadamente 4.500 veículos e, com o início das substituições, a companhia já tem 15 automóveis distribuídos em cidades da sua área de concessão como Indaiatuba, Campinas, São Leopoldo, Sorocaba, Ribeirão Preto e Santos.

Até 2024, o grupo tem previsão de aplicar mais de R$ 1,8 bilhão para impulsionar a transição energética sustentável. O plano contempla, para o mesmo período, mais de R$ 45 milhões em projetos para fomentar a mobilidade elétrica no Brasil, por meio de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento). 

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Comentar