Mercado de carros elétricos mostra mais resiliência que o de veículos convencionais durante a pandemia

Segundo o estudo, os carros elétricos deverão fornecer 58% das vendas até 2040
2 minuto(s) de leitura

Segundo relatório da BNEF (BloombergNEF), as vendas no mercado de carros elétricos estão sendo menos atingidas do que as vendas de veículos convencionais, aumentando assim a procura por modelos mais sustentáveis e ecológicos no setor.

A empresa indicou que o mercado de veículos elétricos deve imitar a geração de energia renovável, destacando sua importância durante a crise do Covid-19, apesar de um forte impacto nos números de implantação. De acordo com a BNEF, as vendas de carros elétricos cairão 18% este ano, em 1,7 milhão de unidades. Contudo, o relatório aponta que as vendas de carros convencionais devem cair 23%.

Frota elétrica

O estudo estima que os veículos elétricos compõem 3% das vendas de carros atualmente, subindo para 7% até 2023. O documento aponta também que há mais de 7 milhões de veículos elétricos de passageiros em circulação, com mais de 500 mil ônibus eletrônicos, quase 400 mil vans e caminhões e 184 milhões de ciclomotores, scooters e bicicletas elétricas

Futuro

A BloombergNEF aponta uma recuperação de curto prazo nas vendas de carros tradicionais depois que os bloqueios da Covid-19 diminuírem, mas espera que os veículos elétricos continuem a ganhar terreno a longo prazo. Segundo o estudo, os carros elétricos deverão fornecer 58% das vendas até 2040. Ao todo, 31% dos veículos em circulação serão elétricos.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal