27 de fevereiro de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,28GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 4,88 GW

Parque Solar Girasol está previsto para operar em março de 2021

A expectativa é que a usina gere 240 mil MWh no primeiro ano de operação

Autor: 23 de janeiro de 2021Mundo
Parque Solar Girasol está previsto para operar em março de 2021

Com colaboração de Mateus Badra

No começo da semana, começou a entrega dos painéis solares que serão instalados em um dos maiores parques solares do Caribe, o Parque Solar Girasol, na República Dominicana. A usina está prevista para entrar em operação a partir de março deste ano.

O investimento será de aproximadamente US $100 milhões ao longo dos 18 meses de obra e a expectativa é que a usina gere 240 mil MWh no primeiro ano de operação.

A Trina, fabricante de módulos fotovoltaicos, está fornecendo 268.200 módulos fotovoltaicos de 120MW.  Também serão instalados 28 inversores de 3,8 MW e um sistema rastreador solar que gira 104° por 12h ao dia. A responsável pela construção do parque solar é a EGE Haina.

Segundo José Rodríguez, diretor de Desenvolvimento da EGE Haina, os painéis da Trina Solar foram selecionados por serem os mais qualificados para o projeto. 

“De acordo com o resultado obtido, o módulo da Trina Solar foi selecionado por oferecer alta eficiência de 20,4%, combinado com tecnologias de vidro duplo, garantindo um longo ciclo de vida e maior geração de energia, o que aumenta a confiabilidade e resistência do produto em ambientes mais extremos”, afirma Rodríguez.

“Nosso compromisso é com uma vida mais sustentável e estamos investindo cada vez mais em pesquisa e desenvolvimento na Trina Solar”, afirma Álvaro García-Maltrás, diretor geral da Trina Solar na América Latina e Caribe.

De acordo com o diretor, o projeto tem um enorme potencial para geração de energia solar, segundo a Aner (Agência Nacional de Energias Renováveis), a região da República Dominicana pode gerar até 3 TWh de energia com base no uso do Sol.

Trina Solar conquista dois selos de proteção ambiental

A Trina Solar conquistou dois selos de sustentabilidade: os certificados de EPD (Declaração de Produto Ambiental), emitidos pelo UL-CCIC (Instituto Internacional Independente de Certificados de Ciência de Segurança) e pela EPDItaly. 

Estes são os primeiros selos EPD da indústria fotovoltaica reconhecidos tanto pelo UL quanto pela EPDItaly. A cerimônia foi realizada em Changzhou, na província de Jiangsu, na China, com a presença de Cao Bo, diretor-geral adjunto da Trina, e Shi Jun, diretor-geral da UL-CCIC Company Limited. 

“A conquista desses certificados irá impulsionar ainda mais a garantia de proteção ambiental e a inovação da Trina Solar. A empresa está constantemente dedicada a desenvolver painéis solares de maior eficiência e com maior respeito ao meio ambiente”, destacou Bo. 

“Seguiremos investindo em soluções que tragam desenvolvimento tecnológico e consumo inteligente de recursos, além de explorar novos caminhos para o desenvolvimento sustentável com o fornecimento de energia limpa para todos”, finalizou. 

Sobre o certificado

De acordo com os padrões ISO 14025 e EN 15804, o certificado EPD é um selo que atesta a segurança de produtos sustentáveis. Por meio do acompanhamento do impacto ambiental durante todo o processo produtivo, incluindo a obtenção de matérias-primas, fabricação e processamento, transporte, vida útil e reciclagem, o documento fornece informações sobre a performance ambiental de produtos e serviços solares. 

Giuliana Olivieri

Giuliana Olivieri

Jornalista com experiência em produção de programa de entrevistas, reportagens diárias e edição de áudio. Graduanda em Comunicação Social na PUC-Campinas.

Comentar