6 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

Rally dos Sertões: energia solar e veículos híbridos na competição

A unidade móvel de treinamento Road Show Huawei Solar marcou presença no rali, promovendo conhecimento sobre a fonte fotovoltaica

Autor: 17 de agosto de 2021março 3rd, 2022Veículos elétricos
Rally dos Sertões: energia solar e veículos híbridos na competição

A energia solar marcou presença na 29ª edição do Rally dos Sertões com o projeto Road Show Solar Hauwei. O rali teve início na última quinta-feira (12), com largada inédita da praia da Pipa (RN), e termina no domingo (22).

A unidade móvel de treinamento, que conta com 12 painéis solares instalados e abriga uma cozinha e lavanderia equipadas e alimentadas por energia solar fotovoltaica, se destacou na Vila Sertões – área de convivência dos participantes do maior rali das Américas.

O projeto tem dois objetivos: conscientizar a população sobre a importância de usar fontes renováveis e qualificar profissionais interessados na instalação de sistemas fotovoltaicos. 

“Nossa ideia é contemplar no roteiro as principais capitais e cidades mais avançadas no setor de renováveis, promovendo a energia solar fotovoltaica na prática”, explicou Carlos Evangelista, presidente da ABGD (Associação Brasileira de Geração Distribuída). 

O Road Show Huawei Solar passou por 23 cidades – até segunda-feira (16) – e deverá atender mais de 50 outros municípios, até janeiro de 2022. O projeto é uma iniciativa da ABGD em parceria com a empresa multinacional Huawei e conta com o patrocínio da Risen, Solfácil e Mott Foundation.

Rally dos Sertões

A unidade móvel promove treinamentos sobre a energia solar e estimula debates sobre temas como descarbonização, energias renováveis e o papel dos consumidores na busca por alternativas limpas ou menos poluentes nas cidades brasileiras.

Veículos híbridos no Rally dos Sertões

Outra novidade da edição deste ano do Rally dos Sertões é a participação de veículos híbridos na competição, de forma experimental. Esta estreia representa um primeiro passo para o Plano Sertões Sustentável, cujo objetivo é realizar uma prova apenas com veículos movidos a energia renovável a partir de 2025. 

A estreia quase foi adiada por causa de um acidente com a carreta que transportava os UTVs (Utility Task Vehicle) híbridos dias antes do início da competição. O veículo tombou em Canguaretama (RN), a cerca de 15 km da Vila Sertões.

Após o acidente foi criada uma força-tarefa para colocar os três UTVs em condição de corrida. Após esforços da equipe técnica da Giaffone Racing, em parceria com a CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração), dois dos três carros seguiram para a corrida – um deles, infelizmente, teve perda total.

“Ter o EXO Nb Hybrid na largada é um prêmio mais do que justo após um trabalho longo, árduo e pioneiro feito no Brasil. Estamos também emocionados com a corrente de solidariedade espontânea gerada em toda a comunidade do automobilismo em função desse drama”, comentou Giuliano Fernandes, gerente de Comunicação e Marketing da CBMM.

Estes são os primeiros UTVs produzidos no Brasil com a tecnologia do Nióbio. Os carros possuem estruturas ultra resistentes e são até 10% mais leves que os concorrentes, graças a adoção de materiais mais resistentes que contam com adição de Nióbio em suas composições.

Com isso, além de atingir maior velocidade em menor tempo, os novos UTVs também apresentam ganhos em resistência e no custo operacional, resultando em economia de combustível e maior vida útil dos componentes.

Plano Sertões Sustentável

Com foco na sustentabilidade ambiental, o Rally Sertões tem a ambição de, até 2025, substituir os combustíveis fósseis por energias renováveis. Para isso, serão realizadas uma uma série de mudança, como a priorização de veículos a álcool, além de introdução de sistemas híbridos. 

“Em 2021, vamos neutralizar o carbono de nossa frota de veículos, aeronaves, geradores, transporte aéreo, mas a longo prazo nossa meta é negativar as emissões, por isso construímos um plano até 2025 com tecnologias sustentáveis. Não faria sentido ir contra uma tendência mundial de mercado. As empresas com boas práticas e a mídia estão com foco nesta agenda”, comentou o CEO do Sertões, Joaquim Monteiro.

“Caso parte dos competidores opte por veículos elétricos, mesmo que híbridos, enfrentarão um desafio que se repete no dia a dia da sociedade: ter assegurado um ponto para recarga abastecido com energia renovável. A geração distribuída oferece alternativas eficazes para isto”, ponderou Carlos Evangelista, presidente da ABGD.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

2 comentários

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.