Solis anuncia novidades para mercado brasileiro nos próximos anos

A fabricante irá fornecer para o país nos próximos anos um novo sistema híbrido e off-grid
Solis anuncia novidades para mercado brasileiro nos próximos anos

“Com relação à inovação futura, estamos comprometidos em trazer mais soluções de energia renovável para o Brasil e o mundo”. É o que afirmou Desheng Lei, gerente nacional da Solis no Brasil.

O executivo destacou que a fabricante irá fornecer para o país nos próximos anos um novo sistema híbrido e off-grid. “Em 2021, vamos trazer também o sistema Solis Cloud, que pode ajudar o inversor a ser mais ‘inteligente’”, disse.

De acordo com a empresa, o aplicativo visualiza os dados em tempo real da planta fotovoltaica (diário, mensal, anual, geração total de energia, etc) e obtém o controle das condições do equipamento em tempo hábil.

“Acreditamos que as coisas mais importantes são a qualidade e a confiabilidade, e elas sempre são o núcleo de nossas inovações”, disse Lei.

Solis comemora 15 anos

A fabricante chinesa de inversores está comemorando 15 anos em 2020. Para Desheng Lei, durante esse período, a Solis conseguiu obter muitas experiências de sucesso no Brasil, Estados Unidos, Europa e outros países.

“Temos sucesso porque estamos perto dos clientes e sabemos o que eles precisam. Por exemplo, somos um dos primeiros a oferecer inversores monofásicos de 7-10 kW com 3 MPPTs no Brasil. Ademais, somos também uma das primeiras empresas que oferecem inversores trifásicos com saída de 220 V”, ressaltou o executivo.

“Inclusive, montamos um centro de reparos no Brasil para apoiar localmente os clientes e encaminhar seus requisitos para nossa equipe de desenvolvimento de inversores na China”, acrescentou.

Mercado brasileiro

Lei comentou ainda que a empresa oferece mais de 35 modelos de inversores para o mercado brasileiro, com potências que variam de 700 W a 255 kW. “Para monofásico, a Solis pode oferecer de 700 W a 10 kW. Para trifásico, possuímos soluções de 10 kW a 110 kW”, exemplificou.

“Com nossa inovação e patentes, todos os equipamentos oferecidos no Brasil suportam pelo menos 50% de sobrecarga. O inversor de 75 kW, por exemplo, pode até suportar 70% de sobrecarga. Já o Solis 255 kW é um dos maiores inversores de cordas solares do mundo, com forte desempenho em altas temperaturas – podendo gerar 10% a mais energia a 50 graus”, apontou.

Treinamentos

Outro ponto destacado pelo especialista é que a fabricante oferece diversos níveis de treinamentos para todos os seus parceiros no Brasil. “A capacitação é importante porque o setor solar é muito novo. Precisamos ensinar aos clientes como escolher e usar um equipamento adequado”, concluiu.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal