27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.02GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Volkswagen, Raízen e Shell firmam parceria para descarbonizar setor automotivo

O acordo contempla uma série de iniciativas, como a instalação de eletropostos no Brasil

Autor: 5 de novembro de 2021fevereiro 7th, 2022Veículos elétricos
Volkswagen, Raízen e Shell firmam parceria para descarbonizar setor automotivo

A rede será composta inicialmente no estado de São Paulo

A Volkswagen, Raízen e a Shell anunciaram uma parceria para valorizar o impacto do uso de energia renovável para descarbonização do setor automotivo.

Segundo as empresas, o acordo contempla uma série de iniciativas, como a instalação de eletropostos para os VEs (veículos elétricos) da marca.

A rede será composta inicialmente no estado de São Paulo, incluindo pontos na capital e nas principais rodovias de acesso, com a intenção de se conectar a algumas das principais cidades do Brasil no futuro.

A parceria visa estimular ainda o uso do etanol como um biocombustível com baixa emissão de gases de efeito estufa. A ideia é buscar o desenvolvimento de potenciais novas fórmulas de etanol e trabalhar na expansão do uso do mesmo em mercados internacionais.

“Para a Volkswagen é uma honra estabelecer essa parceria com duas das maiores empresas de energia do Brasil. É um privilégio ter o etanol no país, ele melhora o meio ambiente devido a sua baixa emissão de CO2, gera muitos empregos e contribui para o crescimento da economia do país” disse Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

“Com todas essas ações em parceria com a Raízen e a Shell, estamos trabalhando não só em soluções para os nossos produtos mas também reforçando a sustentabilidade nas nossas fábricas e na rede de concessionárias. Tudo isso muito integrado ao programa global WayToZero, cuja meta é tornar a empresa neutra em carbono até 2050”, complementou.

Leia mais

Volkswagen firma parceria para impulsionar produção de caminhões elétricos

Shell Energy vai investir R$ 3 bi em energia renovável

Ricardo Mussa, CEO da Raízen, também comentou sobre o acordo e destacou que o mesmo reforça papel da empresa, “que apresenta soluções sustentáveis tanto para o presente quanto para o futuro, tendo em vista o desafio de descarbonização global”.

Por fim, Lauran Wetemans, vice-presidente de negócios de Downstream da Shell para a América Latina, relatou que a parceria é fundamental para promover a expansão do uso de bioenergia no setor automotivo.

“A Shell faz investimentos em várias alternativas relacionadas com a transição energética a uma economia de baixo carbono – como os VEs e o hidrogênio. Visto que todas as opções são importantes para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e que os biocombustiveis são uma solução já disponível, é um prazer fazer parte de esta iniciativa no Brasil”, concluiu.

Mais sobre a iniciativa

O acordo considera o fornecimento de gás natural renovável dos parques de bioenergia da Raízen para substituir o uso do gás natural nas fábricas da Volkswagen no Brasil, a partir da utilização de resíduos da produção de açúcar e etanol trazendo uma redução em emissões se comparado com a alternativa fóssil.

O gás natural renovável reduz em mais de 80% as emissões de CO2. Também será feito o fornecimento de energia para a rede de concessionárias Volkswagen por meio das usinas de geração distribuída de energia renovável da Raízen.


Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você quiser cooperar conosco e quiser reutilizar alguns de nossos conteúdos, entre em contato com [email protected].

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.