18 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Com alta de 77% em receita, Aldo Solar anuncia Juliano Ohta como novo CEO

Com metas ousadas para 2022, ex-CEO da Telhanorte chega para trazer ainda mais inovação ao mercado solar

Autor: 28 de julho de 2022Mercado
Com alta de 77% em receita, Aldo Solar anuncia Juliano Ohta como novo CEO

A mudança na gestão é resultado da aquisição de 100% da Aldo Solar pela Brookfield

O setor experimenta um crescimento sem precedentes no mercado brasileiro e a energia solar se tornou a terceira maior fonte na matriz elétrica nacional, com 16,3 GW de potência operacional, sendo a maior parte, 11,3GW, em GD (geração distribuída).

É nesse cenário que a distribuidora Aldo Solar celebra recordes de vendas e crescimento. Apenas no 1º semestre deste ano, a empresa teve alta de 77% na receita, em comparação ao mesmo período de 2021.

Com o crescimento, a companhia alcançou a marca de 285 mil geradores vendidos no país desde 2016, quando ingressou nesse mercado. Esse crescimento foi alicerçado por lançamentos trazidos pela Aldo ao mercado brasileiro, como o acordo de distribuição de 2 GW de potência dos módulos da família Tiger Pro, o maior já assinado pela Jinko fora da China.

Outro grande anúncio foi a entrada da Aldo no mercado da tecnologia MLPE com o acordo de distribuição dos microinversores da chinesa Deye. Segundo a companhia, em apenas seis meses, a empresa comercializou 46 mil unidades, assumindo a liderança neste segmento.

Ainda de acordo com a empresa, até o fim do ano, a projeção da Aldo é vender mais 150 mil inversores. Para o segundo semestre, a grande expectativa é distribuir 600 MW dos novos módulos Tiger Neo do Tipo N da Jinko, que chegaram ao mercado em primeira mão pela Aldo e já estão disponíveis para pré-venda com exclusividade.

Com todas estas novidades, a estimativa da Aldo é ter um crescimento de 50% em comparação aos resultados do 1º semestre de 2022.

Em meio a este cenário de alta e de marcos na empresa, Juliano Ohta chega para assumir como novo CEO da empresa. Aldo Pereira Teixeira, fundador da Aldo Solar, segue firme como advisor e mentor, além de ocupar uma cadeira com voto no Conselho Administrativo.

A mudança na gestão é resultado da aquisição de 100% da Aldo Solar pela Brookfield, grupo com mais de 120 anos de história no Brasil e que administra cerca de US$ 725 bilhões de ativos em mais de 30 países. A aquisição foi concluída em setembro de 2021.

A Brookfield e a Aldo Solar têm perfis voltados para sustentabilidade e energias renováveis. Juntas empreenderão esforços para que a companhia amplie ainda mais a sua liderança no mercado brasileiro e utilize toda a sua influência, força e tamanho para trazer mais negócios para os seus clientes e parceiros.

Aldo Teixeira afirma que está muito feliz pelos resultados do 1º semestre, pela chegada de Ohta à Aldo e que apoia integralmente a nova gestão. “Os números contabilizados durante esses primeiros meses do ano, comprovam que tudo o que a Aldo lança cria líder de mercado no Brasil. Quando olhamos para trás, sentimos um imenso orgulho e uma sensação de dever cumprido pelos 40 anos de história da Aldo. Estou seguro de que Juliano fará um ótimo trabalho à frente da empresa, reforçando os valores que plantamos como integridade, confiança, transparência e, principalmente, honrando sempre o combinado”.

Ohta chega à Aldo com vasta experiência tanto na distribuição quanto no varejo, o que lhe dá uma visão bastante ampla sobre toda a cadeia. O executivo foi CEO por cinco anos da Telhanorte Tumelero, divisão de varejo do Grupo Saint-Gobain no país.

Com mais de 20 anos dedicados ao grupo francês, Ohta atuou em diferentes empresas do Grupo no Brasil e na Europa, em áreas como vendas, finanças, operações, marketing, compras e logística. Teve passagem por consultoria e empresa familiar, e fundou duas empresas no início da sua carreira.

Com profundo conhecimento da distribuição e do varejo, além de forte veia empreendedora, Ohta é graduado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas, tem pós-graduação pela Harvard Business School, nos Estados Unidos, e mestrado em empreendedorismo pela ESCP, na França.

O executivo também é conselheiro do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), conselheiro emérito do Instituto Capitalismo Consciente e membro do YPO (Young Presidents Organization).

O executivo afirma que admira a história de sucesso da empresa e o que foi construído pelo Aldo ao longo destes anos. “É uma honra sucedê-lo como CEO e trabalharei incansavelmente para honrar a história da Aldo e, ao mesmo tempo, trazer ainda mais inovação ao mercado brasileiro de energia solar”.

“Até aqui, minha vida profissional foi servir aos clientes, colaboradores e parceiros e ganhar experiência em praticamente todas as áreas na distribuição e varejo. Hoje, com esse repertório, meu foco de carreira é trazer ainda mais evolução aos processos da Aldo. A empresa tem muitos pontos fortes que servirão de base para trazermos novos produtos, novos clientes e novos mercados com o objetivo de descarbonizar os lares brasileiros. A Aldo é um foguete, e espero trazer um grande impulso para chegarmos ainda mais longe”, garantiu Ohta.

Sustentabilidade, inclusão e crescimento

“Na Telhanorte, eu fui responsável por projetos de transformação e inovação, tanto nos negócios – com novos formatos como a Telhanorte Já e Obra Já – quanto na cultura organizacional, sobretudo na formação de equipes diversas de alto desempenho, inclusive em cargos de direção. Vejo na Aldo um grande alinhamento com esses esforços e muito potencial para disseminar uma cultura cada vez mais moderna e diversa, além de sustentável”, projetou o executivo.

Outro objetivo de Ohta é o de fortalecimento da empatia com todos os parceiros, algo que o Aldo sempre prezou e será reforçado. “Precisamos dedicar todo o tempo necessário para ouvir tanto os nossos colaboradores, quanto os nossos clientes, e transformar essa prática em algo permanente. O nosso principal parceiro é o integrador, e nós temos o papel de trazer não só leads para eles, mas também inteligência de mercado, a fim de ajudá-los a fazerem melhores negócios. Temos uma fidelidade muito grande ao integrador, e agora nos tornaremos referência no papel de facilitador para eles”.

“Quero que a gente seja um farol para todo o setor – que está cada vez mais forte após a aprovação do marco legal. Já somos uma referência, mas queremos usar toda a nossa influência, a nossa força e o nosso tamanho para trazer ainda mais negócios para o integrador e o setor como um todo”, finalizou Ohta.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.