6 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

Estudo de caso: desempenho do módulo fotovoltaico full-screen

Painéis full-screen não possui moldura na parte da frente, o que proporciona vantagens técnicas

Autor: 22 de junho de 2022junho 27th, 2022Artigo do fabricante
Estudo de caso: desempenho do módulo fotovoltaico full-screen

Tecnologia é adequada para a uso em projetos em telhados ou em  BIPV

Este artigo foi produzido e adaptado de materiais técnicos fornecidos pela DAH Solar

Os módulos full-screen são uma inovação da DAH Solar para o mercado fotovoltaico. Patenteada em mais de 20 países, a tecnologia é adequada para a utilização em projetos em telhados ou em  BIPV (sistemas fotovoltaicos integrados à arquitetura).

Figura 1 – Exemplos de utilização dos módulos Full-Screen. Fonte: DAH Solar/TüV Nord

O módulo fotovoltaico full-screen não possui moldura na parte da frente, apenas um vidro inteiro, o que proporciona um design mais elegante – além das vantagens técnicas.

Entre as principais vantagens da tecnologia full-screen está a capacidade de autolimpeza dos módulos. Isso é possível porque o módulo não possui moldura visível na parte da frente, o que evita o acúmulo de sujeira e reduz o risco de pontos quentes, bem como os custos de manutenção com a limpeza.

Recentemente a TÜV Nord publicou um relatório de testes de campo comparativo entre módulos FV de 460 W da DAH Solar – um módulo monofacial com tecnologia full -screen e o outro half-cell com tecnologia mono-PERC, ambos com as mesmas dimensões de 1910 x 1134 x 32 mm. 

Os resultados dos testes apontaram que a geração de energia do módulo full-screen em relação à do módulo half-cell mono-PERC convencional foi 11,5% maior.

Figura 2 – Módulo full-screen (à esquerda) e módulo half-cell (à direita). Fonte: Adaptado/DAH Solar

Essa vantagem de ganho de geração tem como característica a menor quantidade de sujeira que os módulos full-screen apresentam em relação aos outros módulos, por conta principalmente da estrutura do módulo sem moldura frontal, o que favorece a  lavagem natural dos módulos pela água da chuva.

A diferença que esses fatores trazem, além da melhora da geração de energia, é uma quantidade menor de hotspots devido à diminuição do “cinturão de sujeira”, uma faixa de poeira que normalmente se acumula próximo à moldura da parte inferior do módulo fotovoltaico convencional. 

Figura 3 – Comparativo de sujidade entre os módulos. Fonte: DAH Solar/TüV Nord

Na Figura 3 é possível notar a diferença de sujidade entre um módulo full-screen e o um módulo convencional.

Os testes foram realizados em abril no distrito de Xixia, em Yinchuan, na China, e os parâmetros utilizados nos testes foram:

  • Ângulo de instalação fixa dos módulos: 5°
  • Exposição à luz solar (pré-teste): 60 Wh/m²
  • Irradiação: 170,28 kWh/m²

Com isso, o módulo full-screen gerou 73,21 kWh de energia e teve uma geração acumulada de energia por watt de 161,17 kWh/kW, enquanto o módulo half-cell mono-PERC obteve os valores de 65,06 kWh e 144,54 kWh/kW respectivamente.

Então a comparação mostrou que o módulo full-screen foi capaz de gerar 11,5% a mais de energia em relação ao módulo half-cell mono-PERC. A Figura 4 ilustra esse comparativo graficamente.

Figura 4 – Comparativo de geração de energia. Fonte: DAH Solar/TüV Nord

Além desse comparativo entre os módulos sobre a geração de energia, comparou-se a questão das potências, mínima e máxima, média e a performance por watt de ambos os módulos, em diferentes faixas de temperatura e irradiância, conforme as tabelas a seguir ilustram.

Tabela 1: Comparativo de potência em relação à temperatura. Fonte: DAH Solar/TüV Nord

Tabela 2: Comparativo de potência em relação à irradiância. Fonte: DAH Solar/TüV Nord

Referências

DAH Solar

DAH Solar

Criada em 2009, a DAH Solar é uma empresa especializada em desenvolvimento e fabricação de módulos fotovoltaicos, construção e operação de estações de energia solar, manutenção e investimento.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.