24 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.98GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Recuperação verde das cidades depende do estímulo do Governo Federal

BNEF aponta ser fundamental o investimento em soluções climáticas para criar economias fortes e postos de trabalho

Autor: 11 de outubro de 2021novembro 1st, 2021Mundo
Recuperação verde das cidades depende do estímulo do Governo Federal

As cidades do mundo estão posicionadas para liderar uma recuperação econômica sustentável frente a crise da Covid-19, mas somente se os governos federais gastarem os fundos de estímulo com sabedoria. 

Essa é a principal descoberta do relatório divulgado pela BNEF (BloombergNEF) e C40 Cities, que destaca as conquistas, ao nível de município na redução de emissões, que estão prontas para serem “copiadas e coladas” em centenas de outras jurisdições globalmente com o suporte adequado. 

Apenas entre os países do G7, o levantamento identificou US$ 267 bilhões em fundos de estímulo que poderiam ser usados ​​imediatamente para impulsionar uma recuperação verde, com destaque para a UE (União Europeia) – estabelecendo US$ 145 bilhões.

A pesquisa enfatiza os sucessos alcançados em oito caminhos principais para a descarbonização, incluindo transporte, edifícios e consumo de energia. Em cada um deles, as cidades estão fornecendo exemplos de como se recuperar da recessão e, em simultâneo, promover ações climáticas, criando empregos e melhorando a saúde pública. 

De acordo com a BNEF, as melhores práticas para municípios, com base nesses estudos de caso, incluem direcionar a criação de postos de trabalho para os principais setores verdes locais e conectar e alinhar incentivos ao nível nacional para descarbonizar.

“Os municípios têm uma oportunidade única de ajudar a liderar nossa recuperação econômica global, ao mesmo tempo que lutam contra outra crise que já está aqui: as mudanças climáticas”, disse Michael R. Bloomberg, fundador da Bloomberg LP e enviado especial da ONU para Ambições e Soluções Climáticas.

“Mas eles não podem fazer isso sozinhos. É fundamental que os governos nacionais trabalhem lado a lado para investir e implementar as soluções climáticas que ajudarão a construir economias fortes e criar bons empregos agora”, completou. 

Leia mais: Dois terços das empresas globais miram zerar emissões de carbono

Mais análises

A BloombergNEF ressaltou que, à medida que o estímulo nacional muda do apoio à liquidez para a indústria direcionada e as políticas de recuperação do mercado de trabalho, os governos devem apoiar as cidades diretamente. 

O relatório apontou ainda que os municípios podem alavancar fundos de forma rápida e eficaz para atingir as metas de clima, saúde e empregos, e estão bem posicionados para acessar fundos de incentivo de três maneiras principais: alocação direta aos orçamentos locais, aplicação destinada a certos projetos (por exemplo, melhorias no transporte público ou empregos treinamento) e encorajando os residentes e empresas locais a se candidatarem a subsídios diretos.

Os países europeus, por exemplo, já estão liderando o caminho na entrega de estímulos alinhados a uma recuperação verde e justa. Itália, França e Alemanha respondem por 54% dos estímulos do G7 alinhados aos caminhos da pesquisa para uma recuperação sustentável. “Os prefeitos do C40 têm estado à frente no fornecimento de liderança política baseada na ciência para enfrentar a crise climática e alcançar uma recuperação verde e justa da pandemia”, comentou Mark Watts, diretor-executivo do C40. 

“Este relatório demonstra que, se o financiamento de estímulo nacional for apoiado em todos os lugares, como a União Europeia está fazendo, a liderança de um município pioneiro poderia dar início a uma transformação global mais ampla”, pontuou.

Para Watts, ao investir e regulamentar para impulsionar o progresso no transporte público de baixo carbono, reformando edifícios, expandindo a eletricidade limpa e a infraestrutura de veículos com emissão zero, as cidades podem servir como caminhos-chave para sair da pandemia e da emergência climática.

“Os municípios podem servir como laboratórios de teste para novas iniciativas que tenham um impacto real”, ressaltou Emma Champion, associada da BloombergNEF e autora principal do estudo. “Os governos nacionais têm então o poder de ajudar a expandir essas ideias, especialmente se disponibilizarem os fundos necessários”, concluiu.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.