27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Primeiro eletroposto público de MG é inaugurado

Além do ponto de recarga, um laboratório de mobilidade elétrica também é inaugurado para fomentar o setor

Autor: 8 de novembro de 2021Veículos elétricos
Primeiro eletroposto público de MG é inaugurado

Segundo levantamento realizado pela ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico), Minas Gerais contou com 8% do total de veículos elétricos emplacados em 2020, o que o colocou na segunda posição do ranking com 1.616 unidades comercializadas.

Leia mais: Estado de SP lidera mercado de veículos elétricos

Mercado, este, que segue crescendo no estado. Inclusive, a cidade de Poços de Caldas (MG) está dando cada vez mais passos rumo a mobilidade sustentável. Foi inaugurado neste sábado (06), às 14h, na estação da FEPASA, o primeiro eletroposto público de Minas Gerias.

A iniciativa, que faz parte do projeto “Poços + Inteligente”, é uma parceria entre a DME, Prefeitura Municipal, PUC Minas e o IFSULDEMINAS (Instituto Federal do Sul de Minas Gerais) e está trazendo para a região, entre outras novidades, bicicletários elétricos e pesquisas em sistemas de mobilidade menos poluentes.

“No caso, instalamos na FEPASA um carregador Terra 54 CJG da ABB. Além deste ponto de recarga, fizemos toda uma estrutura, há toda uma adequação paisagista no local”, disse Yull Heilordt, professor do IFSULDEMINAS e coordenador do projeto.

De acordo com Heilordt, os moradores e turistas de Poços de Caldas poderão recarregar seus carros elétricos de forma gratuita, durante a vigência do programa.

Leia mais: Eletropostos crescem 50% em quatro meses no Brasil

Laboratório de mobilidade elétrica

No sábado, na parte da manhã, também foi inaugurado um laboratório, de uso compartilhado entre PUC Minas e IFSULDEMINAS, para a realização de testes e P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) na área da mobilidade elétrica.

Os estudos terão objetivos diversos, como os impactos na rede da DME, o desenvolvimento e integração do sistema de recarga e compartilhamento de VEs e bicicletas, a criação de protótipo de monitoramento de perfil de motorista e autonomia do VE e propostas de alterações regulatórias.

“O laboratório é localizado na universidade. E lá, inclusive, instalamos um carport com seis módulos fotovoltaicos de 330 W da DAH Solar – o que corresponde por uma usina de 1,98 kW. Ademais, o mesmo conta um eletroposto de carga semi rápida CC”, explicou o especialista.

eletroposto

Foram utilizados seis módulos de 330 W da DAH Solar para a instalação do carport. Imagem: divulgação

Outro ponto ressaltado pelo professor é que foi construído uma usina fotovoltaica de 9,9 kW no telhado na PUC Minas. “O objetivo é também contribuir para a realização de pesquisas. Utilizamos um inversor Fronius Symo de 12,5 kW e banco de baterias estacionárias”, complementou. 

Usina fotovoltaica de 9,9 kW instalada no telhado na PUC Minas. Imagem: divulgação

Inversor Fronius Symo de 12,5 kW e banco de baterias estacionárias. Imagem: divulgação

Entrega de bikes elétricas

O projeto de mobilidade elétrica Poços + Inteligente teve ainda uma etapa concluída no dia 5 de março de 2021. Além do eletroposto, presidentes e diretores das instituições envolvidas, vereadores, secretários municipais, vice-prefeito e prefeito oficializaram a entrega de quatro bicicletas elétricas para uso da Secretaria Municipal de Defesa Social, por meio da Guarda Municipal.

A Guarda Municipal recebeu quatro bicicletas elétricas por meio do projeto Poços + Inteligente. Imagem: divulgação

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.